top of page

O que é a Síndrome Pós-Covid-19?



Mais de um ano depois de ter sido anunciada a pandemia mundial da Covid-19, ainda são muitas as dúvidas e questões por responder sobre esta doença.

Sabe-se que é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, e que dá origem de um quadro de sintomas muito variado: parte da população fica assintomática, outra parte apresenta sintomas leves e outra desenvolve sintomatologia grave, com necessidade de cuidados especializados e internamento em cuidados intensivos.

Ao longo dos últimos meses, a comunidade médica e científica tem oberservado e documentado que os efeitos da Covid-19 podem persistir o tempo de presença do vírus no organismo, ou seja, mesmo após um teste negativo, tendo-se verificado que cerca de 10 – 30% dos doentes permanecia com sintomas após ter sido dada “alta médica”, podendo em alguns casos demorar até 12 semanas a voltar ao estado “normal”.

Esta persistência de sintomas tem sido chamada de Síndrome Pós-Covid-19. Mas o que é esta síndrome? E quais os sintomas associados e a que devemos estar em alerta? A Ferreira da Cunha Saúde ajuda-o a responder a estas questões.

Quais os sintomas e complicações associadas à Síndrome Pós-Covid-19?

Os sintomas associados a esta Síndrome são muito variados, podendo atingir vários órgãos, dos quais se tem reconhecido como os mais afetados o coração, os pulmões, músculos, sistema nervoso central, pele ou aparelho gastrointestinal.

  • Generalizados: fadiga, cansaço, febre, dor;

  • Respiratórios: dificuldade respiratória, tosse;

  • Cardiovasculares: dor / aperto / pressão no peito, palpitações; enfarte aguda do miocárdio; miocardite

  • Neurológicos: diminuição da capacidade de concentração, problemas de memória, dores de cabeça, tonturas, distúrbios do sono, dor e formigueiros, perda de olfato / paladar; acidentes vasculares cerebrais,

  • Gastrointestinais: dor abdominal, náuseas, vómitos, diarreia, perda de apetite;

  • Musculoesqueléticos: dor articular, dor muscular;

  • Psicológicos / Psiquiátricos: sintomas de depressão ou ansiedade; perturbações de stress pós-traumático;

  • Garganta, nariz, ouvidos: zumbidos, dor de ouvidos,