Sabe como a fisioterapia pediátrica pode ajudar o seu filho?




A Fisioterapia Pediátrica e o seu papel na monitorização do desenvolvimento saudável da criança:

A fisioterapia pode atuar em todas as idades, nas mais variadas situações clínicas e necessidades familiares. Essencialmente, na fisioterapia pediátrica o fisioterapeuta participa na monitorização do desenvolvimento e crescimento da criança saudável ou com doença aguda ou crónica, ajudando a:

  • Identificar sinais de atraso nas suas aquisições ou de alerta para outras situações clínicas;

  • Referenciar para outros profissionais de saúde no sentido de promover uma resposta abrangente, dedicada e personalizada às necessidades da família;

  • Estimular o desenvolvimento psicomotor e a aquisição de habilidades motoras, capacidade de deslocação, exploração pessoal e iniciativa social, através do brincar, do toque e da manualidade;

  • Acompanhar e promover o rendimento físico e/ou desportivo equilibrado em situações de competição ou lazer;

  • Definir orientações e estratégias – como planos de exercícios, atividades funcionais ou adaptações de contextos – à responsabilidade da família, passíveis de implementar nas suas rotinas;

  • Rever objetivos clínicos ou familiares através de pontos de situação ou consultas periódicas.

A fisioterapia pediátrica será particularmente útil em situações de atraso do desenvolvimento motor, doença neurológica ou crónica estática ou degenerativa, problemas respiratórios e problemas ortopédicos/desportivos.

Em caso de hospitalização, a criança poderá contar, dentro da equipa clínica que o acompanha, com um fisioterapeuta para complementar respostas a situações de dor, acamamento e/ou descondicionamento ao esforço e ao exercício.

A intervenção do fisioterapeuta pode ser feita em contexto clínico – gabinete ou ginásio –, escolar ou domiciliário, de acordo com os contextos que envolvem a criança e família em causa.

Quando deve contactar um fisioterapeuta?

  • Se sente que existe alguma dúvida em relação ao crescimento do seu filho, para além de consultar o pediatra que o acompanha, conte também com a ajuda do fisioterapeuta para um esclarecimento e acompanhamento mais contínuos e personalizáveis.

  • Se a sua criança está com uma infeção respiratória, o fisioterapeuta poderá́ ajudar a tomar as melhores decisões e implementar estratégias para melhorar o seu quadro clínico e bem-estar.

  • Se existir uma lesão ou doença ortopédica durante o crescimento, o fisioterapeuta contribuirá́ para uma recuperação mais rápida e equilibrada.

  • Se houver um contexto de doença neurológica, o fisioterapeuta é parte integrante de uma equipa de profissionais dedicados a encontrar as melhores soluções para promover um desenvolvimento adequado, uma adaptação saudável, e um acompanhamento contínuo da sua criança em casa, na escola e na comunidade.

Conte com os fisioterapeutas da Ferreira da Cunha Saúde para o acompanhar dos 0 aos 100 anos!

Artigo de opinião escrito por: Fisioterapeuta Miguel Monteny Relvas

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo