top of page

Osteopatia Visceral – Em que consiste e como pode beneficiá-lo?

Atualizado: 30 de mar. de 2022





Neste artigo, iremos abordar em como a Osteopatia Visceral pode ajudar o paciente a melhorar determinados sintomas que sente a nível físico que poderá ter como motivo, a disfunção a nível das vísceras. Iremos igualmente abordar as disfunções/patologias em que a Osteopatia Visceral intervém com a finalidade de melhorar a função dos orgãos e por consequência a melhoria dos sintomas a nível físico.

O que é a Osteopatia Visceral?

A Osteopatia Visceral é uma área de atuação da Osteopatia que tem como objectivo melhorar o funcionamento dos órgãos e vísceras, tentando estabelecer uma boa relação entre eles, entre o sistema estrutural e o sistema nervoso.

O porquê da necessidade da Osteopatia Visceral?

As vísceras são os órgãos internos do corpo que tem como função a digestão, respiração, armazenamento de excreções e secreções. Cada víscera tem funções específicas e, como tal, precisam estar em harmonia entre elas, bem localizadas de forma a não prejudicar o funcionamento dos orgãos e com os movimentos saudáveis para desempenhar o papel da melhor maneira possível, daí ser necessário e importante existir esta vertente da Osteopatia.

Qual a importância e objectivo?

A Osteopatia Visceral utiliza manobras passivas e o alongamento miofascial para o tratamento de disfunções viscerais, o que permite libertar aderências que podem dificultar a irrigação sanguínea dos órgãos afectados, tendo uma importância fulcral para a melhoria da função dos mesmos e a diminuição das queixas a nível físico, uma vez que os problemas a nível dos orgãos, dada a relação entre as vértebras com os orgãos, podem provocar dor reflexa na nossa estrutura.

Através do recurso a técnicas viscerais, é possível também melhorar a mecânica respiratória através da manipulação da caixa torácica, uma vez qu