top of page

Frio vs Calor? Qual a melhor formar de tratar as lesões?



Lesionei-me… E agora? Aplico Frio ou calor?

Desde cedo nas nossas vidas que vamos ouvindo possíveis ‘’curas’’ para quando nos magoamos ou lesionamos. Seja de pais ou avós, todos já ouvimos maneiras de aliviar a dor, de reduzir a inflamação ou de ‘’limpar’’ os tecidos. Ora, nem tudo o que se propõe tem uma base assente no que toca a factos científicos.

Mas então, eu lesionei-me, e agora? Aplico gelo? Coloco um saco de água quente? Aplico uma pomada anti-inflamatória?

O tema da gestão de lesões agudas já foi amplamente estudado, e continua a ser um tema de acesa discussão, e como toda a ciência, em constante evolução.

Os primeiros relatos de algum protocolo que nos ensinasse a lidar com situações agudas, nomeadamente aplicado ao desporto, surgiu em 1978, através de um livro de medicina desportiva do Dr. Gabe Mirkin, no qual expôs a base dos protocolos que encontramos hoje, e lhe chamou RICE (Rest-Ice-Compression-Elevation)1, ou seja Repouso, Gelo, Compressão e elevação. Tudo isto com o objetivo de minimizar a resposta inflamatória provocada pela lesão. Anos mais tarde, seria acrescentado um P ao protocolo, representando Proteção, renomeando o protocolo para PRICE.

No ano de 2012, foi introduzido pelo BJMS (British Journal of Sports Medicine), o termo POLICE, no qual substituía a vertente do repouso, pelo termo Optimal Loading, ou carga apropriada, no sentido de que introduzir alguma vertente de movimento, exercício, ou estímulo à zona lesionada, seria muito mais benéfico, comparativamente ao repouso per si. Neste momento, o protocolo mais aceite seria Protection-Optimal Loading –Ice-Compression-Elevation.2

O mesmo Dr. Gabe Mirkin viria em 2014, recusar o protocolo que havia introduzido, retirando a aplicação de gelo da equação, por defender que a aplicação do mesmo, poderia limitar a resposta inflamatória e hormonal à lesão, e assim atrasar o processo de tratamento. 3

Apenas bastante recentemente (2019), foi definido o protocolo que é cientificamente mais aceite atualmente, novamente pelo BJMS, denominado de PEACE & LOVE. 4



<