O que deve saber sobre os antibióticos



O antibiótico pode deixar de fazer efeito? Os antibióticos fortes medidas contra as infeções, que devem ser usadas com atenção. O consumo de antibióticos com um menor rigor pode ajudar a aumentar a resistência das bactérias, comprometendo a eficácia de tratamentos futuros. Se tomar antibiótico muitas vezes deixa de fazer efeito? Os antibióticos são usados para combater infecções bacterianas e não infeções virais, o que significa que não curam, por exemplo, gripes e constipações. No entanto, não existe um teste rápido que permita identificar com 100% de certeza a origem de uma infeção, face a um diagnóstico incerto, os próprios clínicos podem acabar, por vezes, por recorrer aos antibióticos. Ainda assim, a automedicação é o maior problema. Existem muitos casos onde as próprias pessoas decidem tomar um antibióticos sem aconselhamento médico o que pode levar a um aumento da resistência de certas bactérias, obrigando os médicos a aumentar a escala terapêutica quando efetivamente existe a necessidade de tomar o antibiótico. Evolução das bactérias multiresistentes Cada vez que se toma um antibiótico, as bactérias, através de mutação genética ou através de outras bactérias, conseguem desenvolver uma resistência natural ao antibiótico. Infelizmente, mesmo quando usado corretamente, este é sempre um efeito dos antibióticos, daí também a necessidade de existirem escalas terapêuticas para a mesma patologia. Cuidados a ter ao tomar antibiótico

  • Tome antibiótico apenas se necessário e com receita médica

O abuso do antibiótico leva ao aumento da resistência das bactérias, e pode levar a situações de toxicidade hepática, insuficiência renal, descalcificação óssea ou dentária, surdez e até provocar a morte. Fale com o seu médico.

  • Tome sempre o antibiótico durante o tempo indicado pelo médico

Se não fizer o tratamento até ao fim algumas bactérias podem sobreviver. O que leva a um maior risco de voltar a adoecer e como já tiveram contacto com antibiótico estas bactérias sobreviventes podem ter desenvolvido resistências, o que faz com que a infeção seja mais difícil de curar.

  • Tome o antibiótico a horas certas

Tomar o antibiótico depois das horas indicadas aumenta o risco de haver períodos em que o antibiótico não está em circulação, permitindo que as bactérias se multipliquem e ganhem resistência. Se tomar antes das horas indicadas, pode provocar um excesso de dosagem, com perigo de toxicidade, tendo efeitos adversos para o seu corpo.

  • Nunca tome sobras de antibióticos

Existem vários antibióticos e cabe ao médico decidir qual o fármaco mais adequado à situação, consoante a bactéria em causa. Não é garantido que um antibiótico que já tomou uma vez volte a funcionar e muito menos que as sobras do medicamento de outra pessoa sejam eficazes no seu caso. Se, por decisão do médico, parou de tomar um antibiótico antes de chegar ao fim, entregue a caixa na farmácia. Resumindo: A cada contacto com um antimicrobiano, as bactérias vão desenvolvendo novas resistências e o risco de imunidade àquela substância em específico aumenta. O consumo exagerado de antibióticos tem levado ao aparecimento de superbactérias, resistentes a três ou mais substâncias. Os antibióticos devem ser tomados com moderação, sempre por indicação do médico e nas dosagens e intervalos de tempo recomendados indicadas pelo especialista. Referências: https://www.nhs.uk/conditions/antibiotics/ https://www.farmaciasportuguesas.pt/menu-principal/familia/como-funcionam-os-antibioticos.html




2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo