Tem sinusite? Saiba como a Osteopatia pode ajudar



  • Quer aliviar as crises de Sinusite que atormentam o seu dia?

Se costuma ter crises de sinusite com bastante frequência, o artigo é direccionado para si. O artigo que se segue, é um artigo que irá abordar o tema da sinusite, da sua definição e de que modo a mesma interfere com o organismo. A Osteopatia tem resultados comprovados na melhoria e resolução desta patologia que é muito comum, sendo que o objectivo de tratamento é aliviar através de técnicas de drenagem locais na face bem como a mobilização de estruturas que estejam relacionadas diretamente ou indiretamente com a região dos seios nasais.

  • O que é a sinusite e suas causas?

A sinusite é uma inflamação dos seios perinasais (frontal, maxilares, etmoidais e esfenoidal). Quando todos estão comprometidos, fala-se de uma pansinusite. É resultado de doenças alérgicas (como uma rinite mal controlada ou mal tratada) ou infeções por bactérias, fungos ou vírus. A sinusite complica cerca de metade dos casos de rinite alérgica, levando a que o organismo esteja exposto a infeções virais e bacterianas, agravando os sintomas. Pode ser aguda (de curta duração) ou crónica (quando se prolonga por mais de 12 semanas).

  • Quais os sintomas da sinusite?

Os principais sintomas da sinusite são o aparecimento de secreção nasal espessa e amarelada, acompanhada de sensação de peso ou pressão no rosto. No entanto, outros sintomas também podem-se manifestar:

Dor de cabeça, que pode alastrar-se para os olhos e nariz; • Dor de garganta; • Dificuldade para respirar pelo nariz; • Perda do olfato e paladar; • Mau hálito; • Tosse que piora à noite; • Febre acima de 38º e tonturas (no caso de ser bacteriana).



Como se diagnostica a sinusite?

O diagnóstico da sinusite deve ser feito por um otorrinolaringologista e, normalmente, é feito apenas com a observação dos sintomas e palpação dos seios nasais para avaliar se existe sensibilidade nessa região. Porém, existem exames que podem ser efetuados:

• Endoscopia nasal: permite identificar se existem outras causas, como pólipos nasais, que possam estar a desencadear a sinusite; • TAC: avalia a presença de uma inflamação profunda e permite observar igualmente a anatomia dos seios nasais; • Colheita de secreções nasais: permite avaliar a presença de micro-organismos como bactérias ou vírus; • Teste de alergia: permite identificar uma causa alérgica, quando não se identifica a presença de bactérias ou vírus. Formas de Prevenção A sinusite pode ser desencadeada por uma série de fatores de risco e, como tal, pode ser prevenida, da seguinte forma: • Evitar locais com poluição e fumo de tabaco, que irritam as vias aéreas; • Controlar as suas alergias (aos ácaros, pólen ou pêlos de animais); • Não colocar os dedos dentro do nariz: as mãos podem estar contaminadas por microrganismos causadores de infeção; • Reforçar o sistema imunitário; • Se estiver num grupo de risco para a gripe, não esquecer de tomar a vacina.

  • Tratamento Osteopático

Em primeiro lugar, o Osteopata terá sempre em atenção o historial clínico do paciente e antes de efetuar qualquer tratamento, fará testes específicos de forma a despistar outras potenciais patologias e confirmar o diagnóstico inicialmente considerado. Após esta fase inicial, procederá-se ao tratamento que, no fundo, visa através de técnicas de drenagem dos seios e mobilização das estruturas em redor, libertar o sistema de drenagem de forma a melhorar o mesmo, bem como a sua vascularização. Durante o tratamento, deve-se analisar e palpar outras estruturas que sejam responsáveis para que o nosso sistema de drenagem funcione devidamente, tais como a cervical, dorsal, costelas e cintura escapular.

Se desejar marcar a sua sessão de osteopatia ao domicílio poderá ligar para o +351 911 744 909 ou através do nosso site.

Artigo escrito por:

João Pinto

Osteopata

8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo