Tem dores na ATM? Conheça as causas e o tratamento osteopático



Quer aliviar os problemas com a ATM que atormentam o seu dia? Se costuma ter crises a nível da Articulação Temporo-Mandibular com bastante frequência, o artigo é direccionado para si.

O artigo que se segue, é um artigo que irá abordar o tema da ATM, da sua definição e de que modo a mesma interfere com o organismo. A Osteopatia tem resultados comprovados na melhoria e resolução das lesões/disfunções existentes na ATM, que é muito comum, sendo que o objectivo de tratamento é corrigir essas disfunções através de técnicas de mobilização da mandíbula e dos ossos do crânio.

O que é a ATM?

A ATM (Articulação Temporo-Mandibular) é a articulação que une a mandíbula ao osso temporal. É constituída pelas suas estruturas ósseas, músculos, um disco articular fibrocartilaginoso e por ligamentos que reforçam a articulação. Os músculos da ATM são inervados pelos ramos mandibulares do nervo trigémio e por ramificações do nervo facial. Os movimentos articulares são a oclusão, protrusão e retrusão.

Quais as causas para disfunções da ATM?

As disfunções da ATM são causadas por um mau funcionamento por um ou mais elementos da articulação. Basta existir um elemento que compõe a articulação que pode provocar uma lesão por compensação do lado oposto, se estiver em lesão (ex: encurtamento muscular). Afeta mais as mulheres em comparação com os homens e incide-se na faixa etária entre os 30 e 40 anos.

Existem vários tipos de causas para a existência de disfunções na ATM, tais como:

• Causas mecânicas – Má postura da cabeça/cervical, má postura corporal, má oclusão dentária, abertura excessiva da boca, laxidão ligamentar; • Causas traumáticas – Traumatismos sobre a cervical (golpe de chicote num acidente de viação, por exemplo) ou na face; • Causas reumatológicas – Artrite reumatóide; • Maus hábitos pessoais – Mastigar pastilha elástica de forma excessiva, bruxismo, roer as unhas; • Outro tipo de causas: Depressão, ansiedade e stress diário constante.

Quais os sintomas causados por disfunções na ATM?

As disfunções da ATM podem provocar vários sintomas, mas os mais comuns são: • Cefaleias; • Dores de ouvido e na própria articulação da ATM bem como nos músculos correspondentes; • Alteração da postura; • Crepitação (ruído das articulações); • Dificuldade na mastigação e abertura da boca.

Como diagnosticar possíveis disfunções na ATM?

As disfunções da ATM são diagnosticadas através do historial clínico do paciente bem como através da avaliação da articulação através de técnicas palpatórias bem como da cavidade oral. Em situações mais específicas, solicita-se a realização de exames complementares de diagnóstico tais como a radiografia, TC e ressonância magnética.

Tratamento Osteopático

Em primeiro lugar, o Osteopata terá sempre em atenção o historial clínico do paciente e antes de efetuar qualquer tratamento, fará testes específicos de forma a despistar outras potenciais patologias e confirmar o diagnóstico inicialmente considerado. Em relação às disfunções da ATM, verificamos a mobilidade craniana e a mobilidade articular da ATM bem como as suas restrições, observamos desvios laterais, palpamos as estruturas articulares e avaliamos os músculos envolventes.

É igualmente avaliada a vertente sacro-craniana, uma vez que as disfunções de um ou mais ossos cranianos podem afectar a mobilidade da ATM, causando disfunção devido à sua ligação anatómica. Também são avaliadas as disfunções do sacro devido à relação sacro-craniana, numa abordagem de tratamento do indivíduo num todo. Após toda esta análise prévia, o tratamento incide-se em libertar a ATM com técnicas musculares, mobilização dos ossos de crânio e sacro, bem como a cervical com a finalidade de obter um aumento da amplitude articular e diminuição da dor. Para obtermos resultados satisfatórios, o trabalho multidisciplinar torna-se fulcral, pelo que o auxílio de um dentista a nível da oclusão dentária e a atuação de um fisioterapeuta a nível postural, tornam-se tão importantes.

Se pretender marcar a sua sessão de osteopatia ao domicílio pode fazê-lo clicando aqui.

Artigo de Opinião

Escrito por Osteopata João Pinto

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo